Cerca de 2700 empresas e consultorias de RH já tiveram acesso ao Guia para Inclusão de Pessoas Trans no mercado. A iniciativa visa orientar as empresas a como evitar constrangimentos linguísticos que possam dificultar a convivência de mulheres trans, homens trans e pessoas não-binárias no ambiente de trabalho.

O Guia, assinado pela doutora em Linguística Carmen Rosa Caldas-Coulthard, é gratuito, tem 25 páginas e traz recomendações linguísticas práticas e uma contextualização histórica da população trans. O download do material em PDF, produzido pelo aplicativo de idiomas Babbel em parceria com a TransEmpregos, pode ser feito diretamente do site https://pt.babbel.com/trans-empregos.

“A Babbel já possuía um projeto chamado Stranger Talks (Conversa entre Estranhos), que recebeu o Prêmio Alemão de Excelência em RH, idealizado pelo linguista brasileiro Vitor Shereiber, que é Gerente de Projetos Didáticos da Babbel, e um dos temas recorrentes é a linguagem inclusiva. Em conversas com a equipe da TransEmpregos, surgiu a ideia de transformar em um guia de linguagem inclusiva alguns dos materiais que já tínhamos desenvolvido e assim, levar o tema de uma maneira prática às empresas brasileiras”, explica Julie Krauniski, gerente de Relações Públicas Latam e também líder do projeto.

Os dados de pesquisa são da ANTRA e estão no Dossiê Trans (Assassinatos e violência contra travestis e transexuais brasileiras em 2020)
https://antrabrasil.files.wordpress.com/2021/01/dossie-trans-2021-29jan2021.pdf

Com informações do Observatório G