Com base nos novos preços de referência publicados no Ato Cotepe 02/2021, o deputado estadual Wellington do Curso cobrou, do governador Flávio Dino, esclarecimentos sobre a alíquota do ICMS, imposto estadual que incide no preço dos combustíveis. Além de cobrar a redução do imposto. Agora, o Governo do Maranhão passou a arrecadar mais de R$ 2,00 por litro de gasolina.

De acordo com dados coletados junto a Fecombustíveis, a alíquota no ICMS do Maranhão que incide no preço da gasolina é de 30,5%, sendo o 4º estado com a maior alíquota em ranking nacional.

“Desde o dia 1º de fevereiro, Flávio Dino passou a arrecadar mais de R$ 2,00 por litro de gasolina no Maranhão. Os dados são do Ato Cotepe 02/2021. De acordo com dados coletados junto a Fecombustíveis, a alíquota do ICMS no Maranhão que incide no preço da gasolina é de 30,5%. O Maranhão é o 4º estado com maior alíquota. É o Governador dos impostos: com ICMS de 30,5%, Flávio Dino arrecada mais de R$2,00 na gasolina. É muito fácil, agora, jogar a culpa para cima dos donos de postos. Por que não avaliar o cenário para, então, reduzir o imposto estadual? Estamos na luta pela redução dos impostos. Governador, não fuja de suas responsabilidades. Reduza o ICMS! O senhor já fez isso uma vez para ajudar aliados políticos. Faça, dessa vez, em benefício da população”, disse o deputado Wellington.

Como deputado estadual, Wellington do Curso votou 03 vezes contra o Projeto do governador Flávio Dino que reajustou o ICMS e, consequentemente, aumentou o preço dos combustíveis.