Cumprindo o decreto especial para o período de Carnaval, com o objetivo de prevenção contra a disseminação da Covid-19 no Estado, o Governo do Ceará divulga o balanço dos dias 12,13 e 14 de fevereiro. Nesse período, equipes da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), através da Vigilância Sanitária, e da Polícia Militar fiscalizaram 1.387 estabelecimentos em todo o Ceará para fazer cumprir o decreto estadual em vigor. Como resultado dois estabelecimentos foram interditados, houve 12 autuações e 439 foram fechados temporariamente por descumprimento ao decreto.

Fortaleza

No mesmo período, a Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), com o apoio da Inspetoria de Proteção Ambiental (Ipam), da Guarda Municipal de Fortaleza (GMFor), da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e da Batalhão de Polícia de Meio Ambiente (BPMA), realizou 51 fiscalizações na Capital cearense, resultando em 13 autuações, 13 notificações e 19 estabelecimentos foram interditados pelo descumprimento dos decretos municipal e estadual de enfrentamento à Covid-19. Além disso, houve apreensão de cinco “paredões” de som.

Medidas de prevenção

O governador Camilo Santana reforçou a necessidade de aplicar as medidas de prevenção. “Nesse momento precisamos colocar em prática ações de restrição e de isolamento social, por isso fizemos decretos – o atual e o de Carnaval, válido de 12 a 17 de fevereiro – para evitar as aglomerações e minimizar o efeito na economia do Estado. Nos preocupamos com o emprego, mas a prioridade é a vida das pessoas”, apontou.

Camilo Santana também relembrou que, foi recomendado aos municípios com tradição turística o uso de barreiras sanitárias e medidas mais restritivas nesse período, de acordo com a situação de cada um. “Para isso, está havendo reforço de policiamento nesses locais para apoiar o cumprimento dessas medidas”, ressaltou o governador do Ceará.

Festas clandestinas

“A população mais jovem, que é vista frequentando festas clandestinas, eventos que se caracterizam como super disseminadores de Covid-19, pois são ambientes em que as pessoas estão sem usar máscara, em sua grande maioria, e de uma forma aglomerada, é a mesma faixa etária de perfis mais jovens que, no último mês, registrou um aumento de casos da doença. Mesmo assintomática, uma pessoa dentro de um ambiente como esse, pode transmitir a doença, então o ideal é não participar de nenhum tipo de evento como esse”, alerta Jane Cris Cunha, técnica da Vigilância Sanitária do Estado.

Detran

O balanço do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de 12 a 14 de fevereiro mostra que foram abordados 1.577 veículos, com 415 infrações lavradas. Foram flagrados 17 veículos em faixas de areia e em orla marítima, 71 motociclistas conduzindo sem o uso do capacete, e 27 condutores não habilitados. Os trabalhos contam com o apoio da Batalhão de Polícia de Trânsito Urbano e Rodoviário Estadual (BPRE) e estão presentes em diversos pontos da Capital, Região Metropolitana e Interior, atendendo ao decreto Nº 33.928, do Governo do Estado, sobre medidas de prevenção à disseminação da Covid-19 no Ceará durante o período que seria o Carnaval.

As operações se dão em 16 em pontos de saídas de Fortaleza, 60 no Interior e mais 106 em praias da Região Metropolitana, Litoral Leste e Litoral Oeste do Ceará. O efetivo conta com um total de 230 agentes do Detran-CE, além de 60 viaturas, 15 reboques e 50 etilômetros (aparelho que determina a concentração de bebida alcoólica, analisando o ar exalado dos pulmões de uma pessoa).

 

Fonte: Governo do Estado do Ceara.