Falar do ano de 2020 no Ceará é, automaticamente, falar sobre Vinicius Goes Barbosa de Sousa. Se a leitura do nome completo pode deixar alguma dúvida sobre quem estamos falando, a abreviação ‘Vina’ não permite hesitação alguma. Foi do artilheiro do Time do Povo que viemos falar nesta reportagem.

Contratado no início da temporada 2020, desde sua apresentação, Vina dava indícios do que buscava no Ceará. Em uma de suas falas, o meia chegou a citar que os objetivos da temporada eram ambiciosos e que o grupo montado era de alto nível.

“O Ceará tem um time muito competitivo. Tenho certeza que vamos brigar por coisas grandes neste ano. O planejamento estabelecido pela diretoria e comissão técnica foi um diferencial para eu fechar com o Ceará”, dizia o então novo contratado.

O que nem ele e nem ninguém sabia naquele momento era que pouco mais de um ano depois, após ajudar o Time do Povo a conquistar sua segunda taça de Copa do Nordeste e ser importante em bela uma campanha na Copa do Brasil, Vina marcaria seu nome na história do Mais Querido como o maior artilheiro da história do Vozão em uma edição do Campeonato Brasilero Série A.

Em 29 jogos, até aqui, Vina já balançou as redes em 13 oportunidades, número de gols que faz dele o atleta com mais bolas na rede em apenas uma edição do principal campeonato do futebol brasileiro pelo Vozão.

Além disso, o meia é, também, o principal garçom da competição. Com um total de nove assistências até o momento, Vina é o atleta com mais passes para gols entre todos os que disputam o Brasileirão.

Para além do desempenho individual

Os números de Vina são determinantes quanto aos resultados do Mais Querido. Em uma campanha em que, desde o início, trabalha para estar na primeira parte da tabela, o Vozão se encontra na briga por vaga em competições internacionais. Como não poderia ser diferente, os dados do camisa 29 do Ceará são fundamentais para o sucesso alvinegro.

Ao todo, Vina marcou em 12jogos do Brasileirão. Destes, o Vozão venceu oito, empatou outros dois e perdeu dois. Neste recorte de jogos, o aproveitamento do Vozão é de 72,2%.

Repertório variado
Além dos números, o acervo de opções de Vinícius para balançar as redes é de elogiar. Ao todo, foram doisgols de fora da área, outros quatroem cobranças de pênaltis e sete dentro da área, mas com a bola rolando. Até aqui, foram dez gols com o pé direito e outros trêscom a perna esquerda.

Foto: Stephan Eilert/cearasc.com