Um novo estudo publicado na revista PLOS ONE revelou que ateus e teístas (pessoas que não acreditam na existência de Deus e pessoas que acreditam, respectivamente) contam com bússolas morais, mas com diferenças entre si. O termo  foi utilizado para identificar a forma como os grupos lidam com os valores morais.

A pesquisa foi publicada em 24 de fevereiro e conduzida por Tomas Stahl, pesquisador da Universidade de Illinois, em Chicago, nos Estados Unidos. Segundo os resultados divulgados, ambos os grupos se preocupam com a justiça e o bem-estar de pessoas vulneráveis. Ao mesmo tempo, eles também são a favor da liberdade e contra a opressão. Então, começam as diferenças entre si.

Ateus e teístas diferem em opiniões sobre lealdade e autoridade

Embora exista um senso comum de que a crença em Deus é um indício de valores morais dos indivíduos, o objetivo da pesquisa foi provar que, mesmo entre os ateus, existe uma bússola moral. Com isso, o estudo foi conduzido com a ajuda de quatro formulários, respondidos por mais de 4.500 pessoas.

Dentre as principais perguntas, estavam reflexões sobre valores morais, crenças religiosas, opiniões políticas e até mesmo questões de cunho pessoal para entender o histórico dos entrevistados.

Um dos resultados mais interessantes foi a propensão de ateus em julgar se uma ação realmente é moral com base em suas consequências. Enquanto isso, teístas são mais inclinados a classificar a moralidade como a coesão de um grupo.

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Com isso, Stahl concluiu que aqueles que não acreditam em Deus não costumam incentivar valores como santidade e lealdade ao grupo no quesito religioso. Ainda assim, isso não significa que eles não têm sua própria bússola moral, preocupando-se da mesma forma com questões como empatia, o cuidado com o próximo e o respeito.

O pesquisador ressaltou ainda que a crença de que ateus não seguem valores morais provavelmente surgiu pela descrença no respeito às autoridades e, principalmente, na santidade, coisas imprescindíveis na moralidade de teístas.

 

Fonte: Megacurioso